Muitas pessoas estão aproveitando o tempo em casa para buscar novas formas de decoração, plantas que trazem mais vida ao ambiente ou até mesmo uma alternativa lucrativa para venda. Se é isso que você busca, aprender como colorir suculentas naturalmente é uma alternativa simples e rentável.

Colorir suculentas é um processo totalmente seguro que, quando feito corretamente, colabora com a saúde da planta. Afinal, trata-se de uma adaptação natural das suculentas.

Obviamente, quanto menos fatores químicos utilizarmos, melhor. Justamente por isso é importante desconfiar das “receitas milagrosas” encontradas na Internet e buscar cursos especializados no assunto.

Para quem deseja saber mais sobre o assunto, vamos compartilhar algumas dicas amadoras de como colorir suculentas. Mas se o seu objetivo é ir além e ter um conhecimento mais profundo, para tornar o hobby uma fonte de renda extra, é necessário investir em mais estudos.

[QUERO APRENDER AGORA]

Como Colorir suculentas de forma natural

Importa entender que as cores das suculentas apresentam-se como fatores adaptativos. O que dá cor à planta é sua composição química. As reações, que acontecem dentro de seus tecidos, definem sua aparência atual.

Funciona assim com muitas outras plantas, elas perdem ou ganham cores em condições propícias. Ou seja, apesar de não ser um processo rápido, quando você sabe o que fazer é fácil colorir suculentas

Entre todos os métodos possíveis, usar o sol para colorir suculentas é o mais saudável, pois utiliza apenas a natureza a favor do processo. Quando a planta está frequentemente exposta ao sol, ela tende a possuir cores características. Amarelo, vermelho e roxo são as mais frequentes. Por outro lado, quando mantidas em locais sem sol, as suculentas apresentam uma coloração verde, acinzentada e anil.

A planta já está acostumada a sobreviver nessas condições. Quando ocorre alguma alteração, a mudança vem com o tempo. Plantas internas devem ser levadas para fora por períodos curtos, que serão aumentados aos poucos. As externas, devem ir para dentro da mesma forma. Sempre de modo gradual, para que a suculenta possa se adaptar à mudança.

É fundamental ter paciência. Pois é pela exposição gradual que a mudança ocorrerá sem ataques aos tecidos. Fazer a transição repentinamente, sem a fase de adaptação, pode causar fungos e parasitas.

Com a alteração ambiental gradual e progressiva, é possível notar alterações em semanas e manter as suculentas saudáveis e viçosas.

Como colorir suculentas por estresse hídrico

Com o método de estresse hídrico, fornecemos à suculenta menos água do que ela gostaria. Isso, claro, sem fazer com que ela seque ou sofra. A alteração de hidratação pode colorir suculentas para vermelho e roxo facilmente. E a mudança é reversível de forma rápida, com a reinserção de água.

Importante ressaltar que o processo nunca deve ser feito com água em abundância, pois as suculentas odeiam quando são encharcadas.

O estresse hídrico pode ser feito por certos períodos do ano. Ele garantirá mudança tonal enquanto se mantiver a prática. Mas é preciso que você acompanhe de perto o estado dos tecidos da suculenta, uma vez que eles não podem murchar, enrugar ou amolecer demais.

Elementos químicos para colorir suculentas

Além dos métodos naturais, podemos inserir químicos externos para colorir suculentas. Não é o mais indicado, mas funciona.

Fazendo o processo com cautela, não há com o que se preocupar. Basta que você acompanhe de perto o desenrolar da planta, seus tecidos e sua saúde.

1. Sal amargo

O sal amargo é muito utilizado para colorir suculentas. Trata-se de sulfato de magnésio, utilizado como laxante e vendido em farmácias. Sua aplicação é feita por diluição. Para um litro d’água, adiciona-se uma colher de sopa da substância. Depois, transfere-se a fórmula para um borrifador.

Com a ajuda do borrifador, é aplica-se o sulfato de magnésio, em pouca quantidade nos tecidos da planta. A suculenta irá fazer a absorção, que irá causar a troca da coloração.

Atenção: para colorir suculentas de modo saudável, não aplique o sal em horários de sol, para não queimar a planta. Prefira os fins de tarde e noites.

2. Magnésio quelato

É possível encontrar magnésio quelato em farmácias. O método é idêntico ao da aplicação do sal amargo. Deve-se evitar o sol, borrifar sobre os tecidos da suculenta e esperar o resultado.

A única diferença está na diluição. Para cada 5 litros d’água, utiliza-se meia colher de chá de magnésio.

Lembre-se de não aplicar mais de duas vezes por semana, para não prejudicar a saúde da planta.

3. Corante alimentar

O corante alimentar é útil para colorir suculentas em tons específicos.

Dilui-se uma colher de chá de corante alimentar em 250ml de água, depois o líquido é despejado sobre o substrato, como em rega.

Após um ou dois dias, a planta terá absorvido o corante alimentar enquanto sugava a água, e mudará a sua coloração.

Você também pode Colorir Suculentas 

colorir suculentas

Descubra sobre as Plantas Suculentas, suas características e necessidades básicas. Tudo que você precisa saber para Colorir suas Suculentas de forma rápida e natural! Agora na palma da sua mão com o GUIA DIGITAL – SUCULENTAS COLORIDAS

No formato Ebook 100% digital, você vai aprender a:

  • Aprenda a Colorir de forma NATURAL suas suculentas, sem prejudicá-las.
  • Transforme seu Jardim em uma Atração e deixe todo mundo BABANDO em suas suculentas!
  • Inicie o processo Ainda Hoje e consiga seu Jardim Colorido em Tempo Recorde!
  • Técnicas Simples e EFICIENTES que podem ser aplicadas por iniciantes no conforto da sua casa.
  • Leia Quando e Onde quiser, com seu guia na palma de sua mão!

Entenda sobre as cores das Suculentas e o processo natural por trás desse processo.

Aprenda o processo natural de coloração utilizado para Colorir suas Suculentas.

Descubra as Espécies de Suculentas Coloridas, um pouco sobre suas características e suas Cores.

O Guia Prático – Suculentas Coloridas é o caminho para as Suculentas mais coloridas e saudáveis que você já viu! Aproveite essa oportunidade, clique aqui para saber mais!

suculentas coloridas curso