Se você está precisando vender mais, talvez esteja precisando dar uma olhada nessas dicas de vendas. 

Vamos ver as plataformas com as quais você pode trabalhar para negociar e encontrar clientes.

Redes sociais: Facebook, Instagram, Tik Tok. A interação com os clientes, na maioria dos casos, ocorre em dois formatos. A primeira é a criação e promoção de suas próprias páginas, com a consequente venda de roupas por meio delas. A segunda é anunciar em páginas ou contas públicas promovidas onde há seu público-alvo. Você também pode promover a página usando publicidade paga.

Quadros de avisos. Ótimo para este negócio. Eles permitem que você gere tráfego para seus anúncios e faça vendas. Isso nem sempre é gratuito, pois você precisará pagar por anúncios comerciais ou veiculação paga no topo da página. Vender roupas na Olx ou Mercado Livre pode ser uma boa fonte de renda e você definitivamente precisa usar esse canal para atrair clientes. 

Um lindo anúncio com um grande número de fotos e um texto descritivo permitirá que você transmita informações ao cliente, e uma política de preços adequada fará a venda em um curto espaço de tempo.

Grupos de aplicativos como Telegram e Whatsapp

Será relevante se você vende roupas novas na Internet e tem catálogos de fabricantes, ou se comprou um estoque de mercadorias e as mantém em casa. A loja precisará de dinheiro para um desenvolvedor, hospedagem e domínio. 

O tráfego do site vem de três fontes: consultas de pesquisa, publicidade contextual e redirecionamento de visitantes de páginas de mídia social e painéis de mensagens. A loja pode ser um trampolim para fechar um negócio com um cliente. Além disso, uma linha completa de produtos será apresentada aqui.

Aconselhamos que experimente e experimente diferentes sites e plataformas de venda de roupa, porque, por exemplo, o Instagram pode dar melhores resultados para pijamas e o Facebook para bolsas de mulher. 

Tudo isso precisa ser testado e, como resultado, o orçamento deve ser redistribuído para os canais de publicidade mais rentáveis. Esse é um método eficaz de como aumentar as vendas de suas roupas e ao mesmo tempo não desperdiçar orçamentos na esperança de que tudo “dê certo” em breve.

Instruções passo a passo para o lançamento de um ponto de emissão de pedidos nas lojas online da sua cidade.

Quais documentos são necessários?

No início do seu negócio, você estará testando nichos e verificando quais categorias de roupas estará vendendo. 

Se o seu número de vendas for pequeno e você for revender roupas por meio de quadro de avisos em condomínios e clubes, provavelmente não precisará de registro. Mas se você leva o assunto a sério, crie grupos nas redes sociais e na sua loja online, então precisará preparar os documentos apropriados.

Certificados

possuir certificados de qualidade do produto, que podem ser solicitados ao fabricante ou fornecedor.

Não será difícil coletar e executar todos os documentos. Se algo não funcionar para você, procure a ajuda de um advogado experiente.

Qualidade

Para vender roupas pela Internet, você terá que criar um conteúdo de qualidade que preencherá o cartão do produto e descreverá seus benefícios.

Leia também: 5 Dicas para manter sua loja organizada

O que está na lista de conteúdo essencial?

Fotos. Quanto melhores forem e quanto mais houver, melhor para as vendas. Afinal, o cliente poderá valorizar plenamente o que precisa.

Descrição. Isso inclui cores, tamanho, de que é feito, estação e outras características.

Revisão de vídeo. Uma vantagem adicional para o preenchimento do cartão de produto.

Tabela de tamanhos. Essas informações são fornecidas para que uma pessoa possa avaliar com precisão se esta peça de roupa é adequada para ela ou não.

A descrição pode ser curta, mas deve conter todos os parâmetros principais do produto.

Quanto você pode ganhar?

Vender roupas pela internet é difícil de prever o nível de faturamento, pois tudo vai depender de onde você conseguiu esse ou aquele produto. Por exemplo, se você encontrar um item de marca em segunda mão, digamos um moletom por R$ 45. Se você comprar novos itens no mercado, a margem de lucro é de 45% – 70%, dependendo do tipo de roupa.

Conclusões

Agora, a geração mais velha ainda tem um grande número de preconceitos, por exemplo, como você pode comprar roupa sem experimentá-la, ou como descobrir qual é a qualidade sem sentimento, e isso é bastante lógico, porque antes tudo era comprado Por aqui. Mas a geração mais jovem já pensa de uma forma completamente diferente, é movida pelo desejo de comprar algo único, principalmente se você mora em uma cidade pequena onde todos se vestem de bazar, e encontrar coisas originais é um grande problema. Portanto, é lucrativo comercializar roupas pela Internet e no futuro não haverá queda neste nicho.